Contactos

Visitas

130717
Hoje
Ontem
Semana
Semana passada
Mês
Mês passado
Total
67
154
221
119341
3606
5034
130717
Seu IP: 54.156.47.142
Data: 2017-09-26 12:39:44

Loja olx

T-shirt4you

T-shirt4you

T-shirt4you

T-shirt4you

É preciso recuar, pelo menos, 450 mil anos. A história envolve um lago que transborda e inundações catastróficas. As provas estão em vales e buracos gigantes escavados pela erosão no fundo do mar. Este é o “Brexit” 1.0, dizem os investigadores. Aquele em que ninguém votou.
 
 
 
 

Continuar... O “Brexit” geológico (ou como a ilha da Grã-Bretanha se separou da Europa)

Publicado em 12-04-2017

Cenário está previsto, em novo estudo, para daqui a 300 milhões de anos

Cientistas em Portugal e na Austrália defendem, como cenário provável, a formação de um novo supercontinente, a que deram o nome Aurica, dentro de 300 milhões de anos, em resultado do fecho simultâneo dos oceanos Atlântico e Pacífico.

O cenário, traçado com base em modelos computacionais, cálculos matemáticos, evidências e na história geológica da Terra, é sustentado pelos geólogos João Duarte e Filipe Rosas, do Instituto Dom Luiz e do Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, e Wouter Schellart, da Universidade de Monash, na Austrália.

Continuar... Fecho dos oceanos Atlântico e Pacífico fará nascer novo supercontinente

Publicado em 29-10-2016

A maioria dos terramotos e das erupções vulcânicas ocorrem perto dos limites das placas tectónicas. Existem, contudo, excepções. Por exemplo, as ilhas havaianas, que são na sua totalidade de origem vulcânica, formaram-se no meio do Oceano Pacífico, a mais de 3200 km do limite de placas mais próximo. Como se inserem estas ilhas e outros vulcões que se formam no interior de placas, na imagem das placas tectónicas?

Continuar... Vulcanismo dos Pontos Quentes

Publicado em 15-12-2015

Os Alpes (cadeias montanhosas de colisão) fazem parte de uma extensa cadeia montanhosa que se estende pelo Sul da Europa, Ásia Menor(Turquia), India, Rússia, e Norte da China. Podemos considerar os Apeninos (Itália), a cordilheira Dinárica/Pindárica (Ex-Jugoslávia e Grécia) e os Cárpatos (Roménia e Ucrânia) como "ramos" da Cadeia Alpina. Uma série de eventos orogénicos que começaram no Mesozóico (Ver Tabela Cronoestratigráfica, no TEMA Tempo Geológico) e culminaram no Cenozóico, com os sedimentos cenozóicos acumulados no Mar de Tétis e deformados para geraram o sistema Alpino/Himalaiano. A grande deformação (orogenia) está, directamente, relacionada com as colisões dos Limites Convergentes de Placas Tectónicas do tipo continente/continente.

Continuar... Cadeia Montanhosa Alpina

Publicado em 02-12-2015
Há vários tipos de movimentos horizontais na litosfera terrestre. Com estes movimentos, pode haver formação de grandes estruturas geológicas como os arcos insulares intra-oceânicos, riftes continentais, bacias sedimentares e cadeias montanhosas. 
  • A morfologia dos fundos oceânicos é muito importante do ponto de vista geológico, uma vez que a erosão é inexistente e certos relevos são reveladores de intensa atividade geológica.
  • Ao nível das dorsais, o topo destas estruturas é percorrido por uma fossa de afundamento contínua (rifte). A depressão oceânica é limitada por falhas normais devida a esforços distensivos que originam sismos. A subida do material basáltico vindo do manto efectua-se ao nível do eixo do rifte.
  • Ao nível das dorsais, verifica-se um afastamento progressivo de litosfera oceânica, permitindo, assim, a formação de uma nova litosfera oceânica (acreção oceânica).

 

Continuar... Movimentos horizontais da litosfera e formação de grandes estruturas geológicas

Publicado em 20-11-2015

Segundo cientistas da Royal Society, um novo oceano está nascendo no meio da África. Geólogos que trabalham na região de Afar, na Etiópia, dizem que, eventualmente, esse oceano irá dividir o continente em duas partes – mas vai levar, aproximadamente, 10 milhões de anos para que isso aconteça.

A equipe de cientistas disse ter testemunhado mudanças incríveis na formação geológica de Afar nos últimos cinco anos. Segundo eles, o continente está se abrindo sob os pés dos habitantes do lugar.

Continuar... Um novo oceano está nascendo na África

Publicado em 19-11-2015

Arthur HolmesArthur Holmes - primeiro cientista a propor as correntes de convecção como motor da deriva continental

Sir Arthur Holmes (Gateshead, Inglaterra, 14 de janeiro de 1890 — Londres, 20 de setembro de 1965) foi um geólogo britânico.
Realizou a primeira datação radioativa utilizando o urânio-chumbo para determinar a idade das rochas.

Foi professor de geologia na Universidade de Durham e ensinou de 1943 a 1956 na Universidade de Edimburgo.

Continuar... Arthur Holmes

Publicado em 01-11-2015