Contactos

Visitas

130726
Hoje
Ontem
Semana
Semana passada
Mês
Mês passado
Total
76
154
230
119341
3615
5034
130726
Seu IP: 54.156.47.142
Data: 2017-09-26 12:41:45

Loja olx

T-shirt4you

T-shirt4you

T-shirt4you

T-shirt4you

Diamante

Publicado em 10-11-2015 Visitas: 1100

Categoria: Mineralogia

Acredita-se que os diamantes foram pela primeira vez extraídos na Índia, onde importantes depósitos aluviais desta gema poderiam ser encontrados ao longo de alguns rios desta região do Sul da Ásia. Os diamantes são conhecidos na Índia há pelo menos 3.000 anos, onde foram inicialmente valorizados como pedras preciosas através da sua utilização como ícones religiosos.

A popularidade dos diamantes aumentou desde o século XIX, devido a um aumento da oferta, à melhoria das técnicas de corte e polimento e ao crescimento da economia mundial.

 

No século XX, especialistas em Gemologia desenvolveram métodos de classificação de diamantes e outras pedras preciosas com base nas características mais importantes para o seu valor enquanto jóia. Quatro características são agora comummente utilizadas como elementos descritivos básicos dos diamantes. Estas características são o peso, o talhe, a cor e a pureza. Em mineralogia, o diamante (do grego antigo Adamas, com o significado de "indomável") é um alótropo de carbono. O diamante é conhecido como um material de superlativas qualidades físicas, a maioria das quais originárias da forte ligação existente entre seus átomos de carbono.

Em particular, o diamante tem a maior dureza e condutividade térmica de qualquer material encontrado em bruto. Estas propriedades determinam a aplicação industrial desta gema em ferramentas de corte e polimento.

O diamante tem notáveis características ópticas. Devido à sua estrutura extremamente rígida, ela pode ser contaminada por muito poucos tipos de impurezas, como o boro, o nitrogénio e o azoto. Combinado com uma ampla transparência, esta resulta na aparência límpida e incolor da maioria dos diamantes naturais. O diamante tem, também, uma relativamente alta dispersão óptica (capacidade de dispersar a luz de cores diferentes), o que resulta no seu brilho característico.

Os diamantes naturais formam-se sob condições de alta pressão e de alta temperatura existentes em profundidade no manto da Terra, durante longos períodos de milhões de anos, sendo trazidos para a superfície através de erupções vulcânicas. Os meios tecnológicos actuais permitem criar diamantes sintéticos, que se assemelham aos reais em aparência e em algumas das suas propriedades. Algumas técnicas especiais utilizadas pela Gemologia foram desenvolvidas precisamente para distinguir diamantes naturais e sintéticos.

 
 
Categoria Minerais Nativos
Cor Tipicamente amarelo, marrom ou cinza a incolor. Menos frequente azul, verde, preto, translúcido branco, rosa, violeta, laranja, roxo e vermelho.
Fórmula química C
Propriedades cristalográficas
Sistema cristalino (Cúbico)
Hábito cristalino Octaedro
Propriedades ópticas
Transparência Transparente à subtransparente até translúcido
Índice refrativo 2.418 (em 500 nm)
Birrefringência Nenhum
dispersão 0.044
Pleocroísmo Nenhum
Fluorescência ultravioleta Incolor
Propriedades físicas
Polimento Adamantinoa
Peso molecular 12.01 ul=g/mol
Peso específico 3.52 +/- 0.01
Densidade 3.5– g/cm3
Dureza 10
Ponto de fusão Dependente de pressão
Clivagem 111 (perfeito em quatro direções)
Fratura Concoidal
Brilho Adamantino